Alexandre Klemperer

Nome artístico: Alexandre Klemperer

Local Nasc.:

Data de Nasc.:

Altura:

Peso:

Sapatos:

Olhos:

Cabelos:

Manequim:

Camisa:

Redes Sociais:

Habilidades

Fotos

Vídeos

Currículo

Experiência Profissional
TV Globo (desde jan/2001)
– Diretor Haja Coração, Alto Astral, Salve Jorge, Araguaia, Caminho das Índias
– Ass. Direção Sete Pecados, Amazônia, Malhação, América, Celebridade, Mulheres Apaixonadas
– Oficina de Direção TV Globo (fev-abr/03)
Cinema (2015/16)
– Diretor do longa Se a Vida Começasse Agora (em produção)
Universidade de São Paulo (2000)
– Professor-conferencista da matéria Direção de TV II
Formação Acadêmica
New York Film Academy, EUA (1999)
Roteiro, produção e direção de quatro curtas-metragens de ficção em película
USP – Universidade de São Paulo (1995-99)
Bacharel em Comunicação Social, habilitado em Rádio e TV Documentário sobre criação de telenovelas no Projac
UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro (1994)
Comunicação Social, (Rádio e TV)
Nascido em 1973 em família judaico-alemã, Alexandre teve desde cedo contato com a imagem nas câmeras reflex Praktica, importadas pelo avô da Alemanha Oriental. Da fotografia estática para o Super-8 foi um pulo, e logo aos 11 anos já executara seu primeiro curta-metragem em video. A convicção de dirigir dramaturgia já vinha desde então.
Em 1990, durante a residência de 3 anos em Nova York, Alexandre cursou produção de TV I e II com 16 anos de idade. A metrópole o chamaria de volta em 1999 para cursar a New York Film Academy. Antes disso, no Brasil, foi aceito na UFRJ e USP, para o curso atualmente chamado Audiovisual (TV e Cinema). Após 6 anos em São Paulo, onde desenvolveu e dirigiu uma Sitcom universitária, ingressou na TV Globo, trabalhando como Produtor de TV, posteriormente Assistente de Direção e atualmente Diretor de Programas. Além da longa permanência nos EUA, sua experiência internacional inclui um documentário na Suíça, residência na Alemanha, e direção de cenas gravadas na Índia, Dubai, Turquia e Madrid para novelas da Globo. Nova York ainda o chamaria por três vezes para concorrer ao Emmy de melhor novela em 2009 (Caminho das Índias – vencedor), em 2011 (Araguaia – finalista) e em 2013 para se tornar membro da International Academy for Television Arts and Science.